MBA BUTANTAN

NOTÍCIAS

MBA traz especialistas para discutirem com os alunos o tema Gestão da Propriedade Intelectual em ICTs e empresas


Foto: O coordenadores Simone Aguiar Villaça e Ricardo Amaral Remer durante debate em aula.

Nos últimos dias 09 e 10, Ricardo Amaral Remer e sua sócia Simone Villaça Aguiar, do Escritório Remer, Villaça & Nogueira, coordenaram o módulo “Propriedade Intelectual – Arcabouço Legal” no MBA Gestão da Inovação em Saúde do Instituto Butantan.

Os sócios do escritório Remer, Villaça & Nogueira, que atua na prestação de consultoria empresarial e assessoria voltada à proteção de Propriedade Intelectual e gestão de ativos intangíveis em diversas áreas, trouxeram vários cases e compartilharam com os alunos suas experiências sobre Estratégia de Propriedade Intelectual na P&D em Saúde, abordando temas como: Arcabouço Legal, Importância e Formas de Proteção, Engenharia de Patentes, Proteção e Biodiversidade, Proteção de Moléculas com Propriedades Funcionais para a Indústria e PI na Inovação aberta, que são temas fundamentais para compreensão da importância da inovação tecnológica e da transferência de tecnologia para o desenvolvimento econômico e social do Brasil, que passa por estruturação e crescimento de seu setor produtivo por meio de novos produtos e/ou processos.

Também esteve conosco Maria Isabel Giacchetti Moraes, Chefe de Estratégias de Patentes e Litígios da América Latina do Departamento Global de Propriedade Intelectual da Sanofi, que da mesma forma partilhou com os alunos a visão global da empresa na área de patentes e abordou o tema Proteção da Inovação na indústria Farmacêutica. Foi realizada ainda uma oficina de busca em base de dados e de redação de patentes com Rodolfo Guimarães Covre, também sócio do escritório Remer, Villaça & Nogueira.

O objetivo do módulo foi preparar os alunos para compreensão do tema Propriedade Intelectual, que é um fator determinante para o desenvolvimento econômico e social sustentável de uma nação. Um país, para aumentar sua competitividade, precisa criar um ambiente de negócios assegurando proteção ao investimento e estímulo à criação e à capacitação tecnológica.


Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Publicado em: março/2017


Vitor Asseituno, CEO da Live Healthcare Media, coordenou o segundo módulo do ano do MBA


Foto: Vitor Asseituno, coordenador do módulo.

Aconteceu nos dias 10 e 11 de fevereiro o segundo encontro presencial do MBA Gestão da Inovação em Saúde do ano. O módulo Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde foi coordenador por Vitor Asseituno, CEO da Live Healthcare Media, que tem como missão ser a principal plataforma de geração de negócios em saúde no mundo, contribuindo para o trabalho de profissionais, gestores, empresas e países.

No decorrer do momento presencial, Vitor discutiu com os alunos sua perspectiva pessoal e empreendedora a respeito do sistema de saúde, falou sobre abertura de empresas, estágios de financiamento, testes de hipóteses, contratos societários, métricas e Funding Valuation. Preparou ainda vários momentos de compartilhamento de experiências entre alunos e convidados em rodas de conversa com Pedro Dias, sócio da Vitta, que entusiasmou a todos pela sua juventude e brilhantismo, Rodrigo Baer, da Redpoint, que passou o panorama atual de investimentos em saúde no país e Juliano Froehner, CEO da Tá na Hora Saúde Digital, que compartilhou com os alunos toda sua jornada até chegar no momento tem que vive hoje na empresa.

Também compartilhou com a gente sua experiência Porter Jones, da Business Development e Pathway Genomics Corporation, e direto de Miami, via web, Daniel Branco, CEO da Medicinia.

Ainda estiveram conosco Marcia Miyamoto da GE Healthcare e Pontes Transformadoras, que compartilhou com os alunos a tendência da inovação na indústria, e abordou especificamente as mudanças que estão ocorrendo na GE a nível global, e Thiago Mares Guia, da Bionovis, que compartilhou toda a trajetória do projeto inovador que está dirigindo na organização.

Como atividade aplicada, Vitor propôs que os alunos produzissem um modelo de negócio com base nos conteúdos apresentados em aula e elaborassem uma apresentação em forma de Pitch Deck. Porter Jones, da Business Development e Pathway Genomics Corporation, acompanhou as apresentações dos grupos e, junto ao coordenador, deu feedback e recomendações aos projetos apresentados pelos alunos.


Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Publicado em: fevereiro/2017


MBA do Instituto Butantan inicia com turma nova em 2017


Foto: Da esquerda para a direita: Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Ana Decot, Linda Bernardes, Luciana Hashiba, Alice Machado.

Nos dias 27 e 28 de janeiro foi realizado o primeiro encontro do MBA Gestão da Inovação em Saúde do ano, com nova turma. A turma é composta por 44 alunos do interior de São Paulo e de outros estados como Acre, Pará e Rio Grande do Sul. É multiprofissional e reúne gestores de projetos inovativos e de instituições de saúde do setor público e privado, inclusive da Secretaria de Estado da Saúde, que envia a cada nova turma, pesquisadores de seus NITs para formação continuada.

O tema Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento ficou sob a coordenação de Luciana Hashiba, Gestora de Redes de Inovação na Natura e membro do Conselho na WeFab e na Malmoo.

A coordenadora abordou, no decorrer do momento presencial, o contexto nacional e internacional de inovação e discutiu com os alunos gestão, modelos e tipos de inovação, inovação aberta e fechada, grau de novidade, cultura organizacional, gestão de portfólios e pipelines, gestão de recursos entre outros temas, possibilitando visualização do panorama da inovação no Brasil e no mundo.

Outras duas conferencistas, convidadas por Luciana Hashiba, estiveram presentes. Ana Decot, Diretora de Produtos de Consumo da Givaudan, que apresentou o processo de inovação e o processo de criação de valor praticados pela sua empresa, e Alice Machado, Coordenadora Sênior de Inovação da Natura, que fez uma exposição sobre indicadores de inovação e discutiu mensuração de resultados.

Os alunos, em grupos, foram desafiados com um problema contextualizado e aplicaram os conceitos do módulo nessa atividade, durante todo o momento presencial, recorrendo a conhecimentos prévios, discutindo uns com os outros, pesquisando e integrando novos conhecimentos e, ao final do segundo dia, apresentaram seus trabalhos e receberam feedback da coordenação, tirando dúvidas. Trata-se de uma estratégia pedagógica adotada pelo curso para que os alunos se empenhem para encontrar soluções significativas para os problemas propostos.


Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Publicado em: janeiro/2017


MBA forma mais uma turma na área de saúde


Foto: Formandos e equipe do MBA.

A equipe do MBA - Gestão da Inovação em Saúde tem o prazer de noticiar a formatura de sua quarta turma de alunos, que ocorreu na sexta-feira, 09 de dezembro de 2016. Além do orgulho de formar novos gestores altamente capacitados para o mercado, foi a formatura que mais contou com formandos colaboradores do Instituto e da Fundação Butantan.

Agradecemos muito por toda a confiança depositada em nosso curso, trabalhamos duro para fornecer aos nossos alunos aquilo que de mais moderno e efetivo existe no mercado. E esperamos assim, não apenas qualificar o trabalho de nossos formandos, mas também afetar positivamente a comunidade Butantan e o mercado de trabalho.


Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Publicado em: dezembro/2016


O último módulo de 2016 do MBA do Butantan


Foto: Da esquerda para a direita: Gilberto Gonçalves, sócio-fundador da GAG Investimentos, Fernando Cembranelli, CEO da Berrini Ventures, e Marcelo Nakagawa, coordenador do módulo.

O módulo "Fontes de Financiamento", que ocorreu nos dias 9 e 10 de dezembro, marca o término de mais um ciclo do MBA. Na sexta-feira pela manhã, o Prof. Dr. André Franco Montoro Filho, Diretor-Presidente da Fundação Butantan, ministrou a aula “A atuação das fundações de apoio às instituições de ensino e pesquisa no suporte financeiro necessário na execução de projetos de pesquisa”. Em seguida, nossos alunos tiveram a oportunidade de conversar com o Prof. Oscar Enrique de Moraes Nunes, Consultor de Negócios Internacionais e Projetos Especiais do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (CIETEC/USP), que posteriormente os guiou em uma visita monitorada pelo centro.

Mais tarde, focaram toda a atenção no tema “Captação de recursos para projetos inovadores”, apresentado pelo Prof. Marcelo Nakagawa, especialista em empreendedorismo e coordenador do módulo, cujo objetivo foi dar aos alunos uma visão geral das linhas de captação, a compreensão do processo e a definição da melhor estratégia.

Durante este módulo também aconteceu o encerramento de uma grande atividade gamificada (jogo de negócios). Cada grupo de alunos criou, durante os últimos módulos, uma startup fictícia e um projeto na área da saúde. No decorrer dos meses, as ideias foram tomando forma e, com a ajuda de uma aceleradora também fictícia (IBInnova), as empresas dos alunos vivenciaram todos os processos de aceleração pelos quais uma empresa real passa para se preparar para o mercado.

O game teve seu encerramento no último sábado (10) com o Pitch Day. Cada grupo teve 60 segundos para apresentar seu projeto fictício para uma banca real e especializada, competindo por um “investimento”.

Participaram da banca o Prof. Marcelo Nakagawa, professor do Insper e Coordenador da FIAP; Gilberto Gonçalves, sócio-fundador da GAG Investimentos; e Fernando Cembranelli, CEO da Berrini Ventures.

A equipe vencedora foi a GenomaTech que, como prêmio, receberá uma consultoria nas áreas de acesso ao mercado, finanças e modelo de negócios, ofertada pela GAG Investimentos.


Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Publicado em: dezembro/2016


O penúltimo módulo de 2016 do MBA do Butantan aborda questões legais na área da saúde


Foto: Prof. Dra. Paola Zucchi auxiliando os alunos em atividade em grupo.

“Gestão em Saúde” foi o tema do penúltimo módulo do ano do MBA Gestão da Inovação em Saúde, que foi coordenado pela Profa. Dra. Paola Zucchi, vice-chefe da Disciplina de Economia e Gestão em Saúde da UNIFESP/EPM e Diretora da Companhia Paulista de Reabilitação - REABILITA.

No módulo, foram abordados os temas: Gestão Baseadas em Evidência e Avaliação de Tecnologias em Saúde, ministrados pelo Prof. Dr. Maykon Novais; Sistema Público de Saúde, ministrado pelo Prof. Dr. Carlos Garcia; Regulação em Saúde, ministrado pelo Prof. Januário Montone; Gestão Financeira e Análise de Custos, ministrado pelo Prof. Dr. Rodrigo Paiva; e, por fim, Sistema Privado de Saúde, ministrado pelo Prof. Roberto Cury.

As aulas promoveram discussões sobre como gerir situações de cunho legal e delicadas na área da saúde. Durante todo o encontro presencial, os alunos discutiram sobre diversas experiências e conhecimentos que trouxeram de suas vivências na área, o que foi muito importante para o desenvolvimento da atividade presencial, cujo objetivo era montar um plano de gestão em saúde para o desenvolvimento e aplicação de um projeto na área.

A webconferência, também ministrada pelo Prof. Dr. Carlos Garcia, abordou o Financiamento Público em Saúde, que deu fim ao quinto módulo do ciclo Parcerias, Negócios, Financiamento e Gestão de Projetos Inovadores.


Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Publicado em: 05/12/2016


Silvia Sfeir discute a importância da Gestão de Marketing na Saúde em módulo do MBA


Foto: Aula da Silvia Sfeir, diretora de Assuntos Corporativos e Acesso na Novartis Biociências S/A.

Nos dias 7 e 8 de Outubro ocorreu o módulo “Planejamento estratégico e gestão de marketing” no MBA Gestão da Inovação em Saúde, coordenado por Silvia Sfeir, diretora de Assuntos Corporativos e Acesso na Novartis Biociências S/A.

O módulo aborda a importância do marketing na gestão de produtos inovadores na área da saúde. Por meio de uma série de casos reais e experiências próprias, Silvia tratou a necessidade de elaborar um planejamento estratégico de negócios baseado em uma análise crítica de mercado e tendências.

A coordenadora trabalhou com os alunos por meio de métodos, modelos e estruturas para o desenvolvimento da estratégia de marketing, além de análise de público interno e externo, da dinâmica do mercado e tendências. Após abordados os conceitos específicos da área, Silvia tratou ainda o desdobramento dos objetivos de marketing e alinhamento com a estratégia geral da organização.

Durante o encontro presencial, os alunos elaboraram uma análise de ambientes internos e externos dos projetos que estão desenvolvendo desde os módulos anteriores, a fim de definir os melhores mercados para promoção de seus produtos ou serviços. No encontro via webconferência, Cláudio Sá, diretor da agência Conteúdo Comunicação, tratou com uma série de exemplos o tema Gerenciamento de Crise, desde como se prevenir até como lidar no caso de uma crise na imagem do seu negócio.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Dinâmicas e debates marcaram o início do módulo Gestão da Inovação em Organizações Contemporâneas e Liderança


Foto: Ilca Moya discute com alunos durante atividade em grupo.

Em setembro começou o módulo Gestão da Inovação em Organizações Contemporâneas e Liderança, ministrado pela Ilca Moya. O módulo, que se estende até o final de setembro, fala de mudanças e de ferramentas para um modelo de gestão inovador. Os encontros presenciais que abrem o módulo focaram no aspecto mais sensível no quadro de transformações pelo qual vem passando a realidade do trabalho no mundo.

A partir disso, Ilca trouxe a proposta de um modelo de dinâmica, afim de elucidar a matéria do módulo. As dinâmicas utilizaram em sua maioria materiais lúdicos, incomuns para o ambiente empresarial, em que os alunos, divididos em grupos, tiveram que criar estratégias, liderar equipes, negociar peças do jogo, avaliar as diferentes percepções acerca das mesmas imagens, entre outras atividades.

Confira abaixo uma pequena entrevista com a coordenadora do módulo.

MBA: O que o módulo está abordando?
Ilca Moya: O módulo tem como foco a questão das relações de trabalho em organizações que busquem a Inovação, o que a gente chama de “organizações contemporâneas”.

MBA: Você já deu esse mesmo módulo em um ciclo anterior. Há alguma diferença entre tais módulos?
IM: O conteúdo em princípio é o mesmo, mas o módulo está em constante atualização por conta das relações de trabalho e modelos comportamentais que tratamos nele, e também faço adaptações conforme o modo como a turma lida com esses temas.

MBA: E como os alunos lidaram com as dinâmicas? (E como é o trabalho com os grupos?)
IM: É muito divertido. A gente sai um pouco da questão estratégica, que é o projeto de apoio que eles têm com o MBA, e começamos a introduzir questões mais comportamentais, como trabalho em equipe. Aplicamos um jogo dinâmico em que os alunos conseguem rapidamente identificar suas habilidades e dificuldades.

MBA: E como foi trabalhar com essa turma de alunos?
IM: Já trabalhei com profissionais de muitas áreas e perfis diferentes. A turma do MBA é muito qualificada, lidamos até com professores doutores. Além disso, eles são extremamente comprometidos, o que torna as atividades sempre interessantes.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Setembro foi ministrado o módulo Gestão da Inovação em Organizações Contemporâneas e Liderança, por Ilca Moya


Foto: Aula da Ilca Moya, consultora de Comunicação, Administração e Recursos Humanos nos setores público e privado.

Nos dias 02 e 03 de setembro começou o módulo “Gestão da Inovação em Organizações Contemporâneas e Liderança”, ministrado por Ilca Moya, consultora de comunicação, administração e recursos humanos nos setores público e privado. O módulo, que se estendeu até o final do mês, falou de mudanças e de ferramentas para um modelo de gestão inovador.

Os encontros presenciais focaram no aspecto mais sensível no quadro de transformações pelo qual vem passando a realidade do trabalho ao redor do mundo. A coordenadora Ilca ministrou os dois dias por meio de oficinas dinâmicas e utilizou materiais pouco utilizados no meio empresarial, como imagens lúdicas, quebra-cabeças e atividades competitivas entre grupos.

A coordenadora fugiu do método tradicional de abordar o tema, que se limita a questões mais estratégicas, e introduziu uma abordagem mais comportamental. Por meio de um jogo dinâmico que envolveu criar estratégias, liderar equipes e negociar peças, os alunos conseguiram rapidamente identificar suas habilidades e dificuldades, para depois discutir em grupo soluções e alternativas aos problemas.

Durante as duas semanas posteriores ao encontro presencial, os alunos elaboraram um trabalho via Ambiente Virtual. Na webconferência, a professora concluiu o trabalho e finalizou o módulo.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Curso de MBA tem sua primeira apresentação de TCC


Foto: Banca avaliadora e Equipe MBA (Coordenação, Tutoria e Secretaria). Da esquerda para a direita: Milene Franco, Linda Bernardes, Guilherme Ary Plonsky, Iana Katz, Yara Cury, Maria Aparecida de Souza, Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Denise Verreschi e Susana Lucatto.

Na última sexta-feira de agosto (26), a aluna Iana Katz apresentou o primeiro Trabalho de Conclusão de Curso do MBA Gestão da Inovação em Saúde, promovido pelo Instituto Butantan. Com a orientação da Profa. Dra. Maria Aparecida de Souza, da Agência USP de Inovação, o trabalho resultou na produção de um modelo para implantação do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do Instituto Pasteur e foi aceito com grande mérito por parte da banca avaliadora e outras autoridades presentes.

Com o início da implantação de um NIT dentro do Instituto Pasteur, a aluna procurou o curso de MBA oferecido pelo Instituto Butantan para se capacitar como gestora. “O último ciclo foi o mais importante para mim, pois eu pude aplicar os conhecimentos em gestão diretamente no meu dia-a- dia”, conta Iana. Quando questionada sobre como foi o desenvolvimento do artigo final, ela contou que “foi uma experiência muito gratificante e desafiadora, pois sou da área técnica e tive que desenvolver novas formas de raciocínio, sair da minha zona de conforto”.

A coordenadora de Geral e de Inovação, Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, salientou a importância da publicação. “Não é apenas um TCC comum, a Iana criou um modelo de implantação de NIT aplicável a qualquer instituição de pesquisa, um conhecimento importante a ser difundido, principalmente numa área técnica que possui poucas publicações como essa”. Devido ao caráter inovador do curso, o modelo de orientação do MBA permite ao aluno escolher um profissional externo ao curso para orientá-lo, o que possibilitou uma troca de conteúdos e experiências muito grande entre a orientadora Maria Aparecida e a aluna Iana.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Em entrevista, prof. Antonio Cesar Amaru apresenta pontos e perspectivas que teve durante o MBA


Foto: Aula do Prof. Dr. Antonio Cesar Amaru, professor de Administração da USP e Supervisor de Projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA).

No dia em que ministrou as aulas presenciais, o prof. Amaru contou um pouco sobre as expectativas do módulo. Confira:

MBA: O que os alunos podem esperar do módulo?
Antonio Cesar Amaru: Os alunos levarão do módulo um conjunto de ferramentas de gestão de projetos, associadas às áreas básicas do conhecimento. Ou seja, uma concepção de projetos, planejamento do escopo, definição de cronograma, orçamento, planos de riscos e estruturas organizacionais e ferramentas de controle do desempenho de projeto quando ele estiver em execução. Os alunos também aprenderão um conjunto de ferramentas e critérios para avaliação e seleção de projetos e como colocá-los dentro de um porta-fólio.

MBA: Essa é sua segunda passagem como docente no MBA. Quais as atualizações entre os conteúdos apresentados anteriormente e os que serão apresentados agora?
ACA: Há uma evolução sensível em relação ao módulo anterior. No módulo anterior, predominou uma visão do projeto. Neste, nós fizemos um balanço entre gestão de porta-fólio e gestão de projetos. Começamos pela gestão de porta-fólio para depois evoluirmos para a gestão de projetos, apresentando o conteúdo de forma mais lógica, melhor estruturada e organizada.

MBA: E onde os alunos poderão aplicar esses conhecimentos?
ACA: Eles vão poder aplicar esses conhecimentos nas instituições em que trabalham, para lidar com ideias de projetos e transformá-las em um plano articulado. Os alunos são todos pesquisadores de formação científica e não foram introduzidos a conteúdos administrativos e gerenciais, então, nos dois dias que tivemos para trabalhar com eles presencialmente, esse conteúdo foi alinhavado, para que, ao longo do módulo, pudessem aprofundá-lo e desenvolvê-lo.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Prof. Dr. Amaru aborda o tema gestão de porta-fólios e de projetos no módulo de agosto do MBA Gestão de Inovação em Saúde


Foto: Aula do Prof. Dr. Antonio Cesar Amaru, professor da FEA-USP

Nos dias 05 e 06 de agosto aconteceram as aulas presenciais do segundo módulo do Ciclo III do MBA “Gerenciamento Estratégico de Negócios Baseados em Projetos”. O módulo foi coordenado pelo Prof. Dr. Antonio Cesar Amaru.

Os temas abordados foram Gestão de Porta-fólio e Gestão de Projetos. Esse tema foi escolhido pela coordenação do MBA pois, em uma organização dinâmica que executa mais de um projeto ao mesmo tempo, é necessária uma gestão estratégica que saiba avaliar e priorizar quais projetos contribuem com maior valor para a organização e saber desenvolvê-los, com métrica e metodologia.

As atividades presenciais foram conduzidas no formato de oficina. Logo no início do primeiro dia foi realizada uma dinâmica para que os alunos produzissem um porta-fólio, baseados em áreas da saúde como fármacos, vacinas, equipamentos, entre outros, para reconhecerem suas dúvidas e compartilharem experiências na área de gestão. Ao longo do dia foram realizadas mais oficinas, e ao final do segundo dia os alunos apresentaram um porta-fólio completo dos projetos escolhidos e o projeto selecionado pelo grupo para desenvolverem no decorrer de todo o ciclo, sob a ótica dos temas dos módulos que virão, como gestão de pessoas, liderança, gestão de negócios, marketing, gestão em saúde, empreendedorismo científico e captação de recursos.

Na web conferência, os alunos tiveram a chance de tirar suas dúvidas com o Prof. Amaru sobre o projeto final, que consistia em avaliar um projeto ao longo do tempo, considerando as variações do mercado. Ao final do módulo, cada aluno produziu uma análise acerca do projeto desenvolvido pelo grupo.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Publicado em: 24/10/2016


Biossegurança é o tema do módulo do mês de março do MBA Gestão da Inovação em Saúde


Foto1: Aula da Dra. Ana Lucia Tabet Oller do Nascimento, Pesquisadora do Instituto Butantan.
Foto 2: Aula da Dra. Viviane Fongaro Botosso, Pesquisadora do Instituto Butantan.

Neste módulo estão sendo abordados conceitos da Biossegurança e da Ética no Uso de Animais, sob a coordenação das Dras. Ana Lucia Tabet Oller do Nascimento e Viviane Fongaro Botosso.

A Biossegurança surgiu como consequência dos avanços das técnicas de DNA recombinante, e efetivamente teve início no país em 2005, com a Lei da Biossegurança. Para o desenvolvimento desses produtos, testes em modelo animal são necessários, e então este módulo contemplou também a base conceitual do uso de animais em experimentos, bem como a ética e regulamentação de seu uso.

Foram conferencistas convidados: Flavio Finardi Filho (Professor Associado da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP), Alda Lerayer (Diretora de Assuntos Científicos e Regulatórios da Solazyme Brasil), Margareth de Lara Capurro-Guimarães (Professora Associada do Departamento de Parasitologia da USP), Luisa Macedo Braga (Professora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) e Marcelo Santoro (Pesquisador Científico do Instituto Butantan).

Durante todo o momento presencial os alunos debateram com os conferencistas temas como dinâmica da biossegurança no país, desafios regulatórios para inovação em biotecnologia industrial, transgenia aplicada à Saúde Pública (Projeto Aedes Transgênico), ética no uso de animais em experimentação e bioterismo.

Para alinhar de forma aplicada, todos os novos conceitos, os alunos tiveram que elaborar um plano de ação em biossegurança e ética no uso de animais em uma empresa, para o desenvolvimento de uma vacina.

Na web conferência, o tema abordado foi Avaliação de Risco de OGMs na Agricultura: do laboratório ao cliente, com Geraldo Berger, Diretor da Monsanto, que trouxe uma outra visão a respeito do uso e da aplicação da biossegurança.

No momento virtual, os alunos terão que converter o Plano de Ação em um manual, para ser aplicado aos funcionários da empresa, para o cumprimento das normas vigentes.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


MBA Gestão da Inovação em Saúde aborda o tema “Biotecnologia”, com conceitos, aplicações e prática de como gerenciar o desenvolvimento inicial de uma vacina


Atividade em grupo: Rotas Biotecnológicas para o Desenvolvimento de Vacinas.
Aula da Dra. Luciana Cezar de Cerqueira Leite, Diretora do Laboratório de Biotecnologia do Instituto Butantan.

O módulo “Biotecnologia” foi coordenado pela Dra. Luciana Cezar de Cerqueira Leite, Diretora do Laboratório de Biotecnologia do Instituto Butantan.

Como atividade disparadora, os alunos assistiram a uma vídeo aula sobre ”Biotecnologia no Agronegócio”, ministrada pelo web conferencista Alexandre Lima Nepomuceno, Pesquisador da Embrapa, que apresentou para os alunos, a biotecnologia como uma ferramenta tecnológica para a agricultura.

No momento presencial, foram abordados tópicos gerais da biotecnologia, e ainda impactos do genoma no Brasil e células-tronco, também como ferramenta biotecnológica. Para isso, contamos com a participação pessoas com profundo conhecimento na área, com experiência em ICTs, o Governo e as Empresas, para esclarecer e debater pontos de interesse de todos.

Ainda tivemos uma atividade prática sobre “Vacinas - rotas biotecnológicas para o seu desenvolvimento”, em que os alunos participaram de um edital para o desenvolvimento de uma vacina, tendo que gerenciar todas as etapas iniciais do projeto. Essa atividade começou no momento presencial, foi aprofundada em atividades à distância e terminou com uma discussão entre os grupos e com a coordenação do módulo em uma web conferência.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Instituto Butantan cria Centro de Excelência em Pesquisa Básica Orientada com apoio da Fapesp e da GSK


Primeiro Workshop de Integração Butantan/GSK realizado em 13/10 no CDC.
Denise Tambourgi, Andrea Itano, Isro Gloger, Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Irina Kerkis e Catarina de Fátima Teixeira.

O Centro será dedicado à descoberta e validação de alvos terapêuticos que possibilitem a criação de novos fármacos

A Fapesp e a empresa farmacêutica Glaxo SmithKline Brasil (GSK) acabam de selecionar o projeto aplicado por pesquisadores do Instituto Butantan para a criação de novo Centro de Excelência em Pesquisa no Estado de São Paulo, que será voltado à descoberta e a validação de alvos terapêuticos que possibilitem a criação de novos fármacos para doenças de base inflamatória. A chamada pública teve início em 2014 e o resultado foi anunciado publicamente no final de novembro.

A Fapesp irá investir R$ 12.731.369,84 e a GSK R$ 11.361.576,90.

O novo Centro será coordenado pela pesquisadora Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, que terá a missão, junto com uma equipe de pesquisadores de vários laboratórios do Instituto, de identificar alvos moleculares e vias de sinalização envolvidos em doenças como a osteoartrite, a artrite reumatóide, a síndrome metabólica e doenças neurodegenerativas. Produtos naturais, como venenos e secreções animais, toxinas e peptídeos deverão ser usados na validação dos alvos terapêuticos, abrindo caminho para o desenvolvimento de novos fármacos.

A equipe envolve jovens pesquisadores e pesquisadores sêniores, além de estudantes de pós graduação, pós-docs e técnicos, que terão a oportunidade de compartilhar conhecimentos em um local dedicado a estes estudos.​

Pilares

Todo o trabalho será desenvolvido com base no tripé pesquisa, difusão e transferência de tecnologia.

As pesquisas serão direcionadas para a busca de alvos moleculares envolvidos em doenças de cunho inflamatório.

À difusão caberá democratizar o acesso à informação científica e tecnológica, principalmente aquela produzida pelo Centro, por meio de tecnologias digitais e de ferramentas de educação à distância, instigando o conhecimento pela população da função social da ciência e estimulando uma mudança na cultura tecnológica e de inovação. Fará parte deste pilar o MBA Gestão da Inovação em Saúde, que já acontece no Instituto Butantan há cerca de 3 anos.

No pilar transferência de tecnologia estarão alocados todos os acordos e contratos que poderão surgir no desenrolar do projeto, que seguirão as diretrizes institucionais estabelecidas.

Para o Instituto Butantan, a parceria se reflete como muito positiva, uma vez que agregará competências institucionais em um foco específico, promoverá o intercâmbio de experiências e aprofundará estudos moleculares com vistas ao desenvolvimento de novos produtos para a área da saúde. O trabalho – que será realizado com pesquisadores da indústria farmacêutica – ampliará os conhecimentos, gerando impactos sociais e econômicos significativos e concretizando o compromisso maior dos envolvidos: transformar conhecimento em ciência aplicada, transformar descobertas em aplicações úteis à sociedade.

O projeto agrega a nova cultura da Instituição, onde temas centrais passam a ser predominantes e ultrapassam as fronteiras dos laboratórios individualizados, possibilitando o avanço nas pesquisas básicas para oferecer novas possibilidades de prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças.​

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


“Pesquisa e Inovação” foi o tema do módulo VI, além da premiação do game “Feira de Negócios” e da Formatura da Turma II do MBA Gestão da Inovação em Saúde”


Foto 1: Aluno ganhador do prêmio, Antonio José Cordeiro Mattos e os professores Ricardo Amaral Remer e Simone Villaça. ; Foto 2: Equipe MBA (Coordenação, Tutoria e Secretaria) e formandos 2015 (Turma II).

O módulo Pesquisa e Inovação, último módulo do Ciclo Inovação, Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia, foi coordenado pelas Dras. Ana Marisa Chudzinski-Tavassi e Yara Cury, e abordou o papel da ciência e as estratégias da pesquisa para o desenvolvimento de novos produtos e processos.

O ciclo de desenvolvimento de um novo medicamento envolve várias fases que que incluem pesquisa, desenvolvimento, ensaios pré-clínicos, ensaios clínicos, aprovação regulatória e comercialização. Os dados mostram que normalmente pelo menos 10 anos são gastos para um produto chegar no mercado. Todo esse processo foi amplamente discutido e aplicado em um exercício de gestão.

Outros temas como o desenvolvimento de equipamentos e de processos, ciência e Infraestrutura de pesquisa como base para impulsionar empresas inovadoras, a importância da inovação para o Sistema Único de Saúde e o panorama da indústria farmacêutica no cenário nacional foram abordados e discutidos com os convidados José Elias Matieli e Daisy Hirata, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Guilherme Ary Plonski, da FEA/USP e POLI/USP, Guilherme Arantes Mello, da Universidade Federal de São Paulo - EPM/UNIFESP e Tatiana Castelo Branco, da GSK (GlaxoSmithKline).

Ainda tivemos a premiação do Game Feira de Negócios, conduzida por Ricardo Amaral Remer e Simone Villaça. Durante 2 meses os alunos participaram de um Game, intitulado Feira de Negócios, que visou a escolha de um melhor investimento e de negócios em várias opções de patentes. O vencedor, que conseguiu um melhor lucro com a escolha, foi o aluno Antonio José Cordeiro Mattos, que ganhou 20 horas de mentoria pessoal no escritório Remer, Villaça & Nogueira, em assuntos de consultoria jurídica, modelos de negócio e/ou patentes.

Tivemos ainda a formatura da segunda turma do MBA Gestão da Inovação em Saúde. Desejamos a esses alunos sucesso na nova jornada!

No decorrer do módulo, ainda em novembro, os alunos discutirão com o Diretor da GSK (GlaxoSmithKline), Isro Gloger, via web, o panorama da indústria farmacêutica no cenário internacional, e desenvolverão atividades a distância para consolidação dos conceitos apreendidos no módulo.

O próximo Ciclo Pesquisa Desenvolvimento e Produção em Saúde começa em janeiro as inscrições para o MBA estarão abertas até 23/01/2016.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Transferência de Tecnologia e Contratos foi o tema desse mês no MBA Gestão da Inovação em Saúde


Esse módulo, que se iniciou no dia 11 de setembro, tratou de temas de transferência de tecnologia e contratos, abordando questões práticas, casos reais e conceitos relativos a modelos de negócio, contratos e transferência de tecnologia envolvendo ativos intangíveis e suas formas de patrimonialização e incremento de valor.

Os tópicos foram dirigidos com o objetivo de evidenciar as lógicas e oportunidades de produção de valor, seja para atingir objetivos institucionais, empresariais e/ou sociais. Também foram abordadas questões relativas às políticas de transferência de tecnologia no Brasil e no mundo, bem como as estratégias de valorização, negociação e/ou litígios envolvendo bens intangíveis.

O módulo foi conduzido por Ricardo Amaral Remer e Simone Villaça, especialistas em Propriedade Intelectual e sócios da REMER VILLAÇA & NOGUEIRA. Contou ainda com a participação de Camilo Ansarah Sobrinho, Gestor de Transferência de Tecnologia da University of Maryland, Baltimore, via webconferência numa atividade síncrona com os alunos, que envolveu debate e discussão.

No Ambiente Virtual de Aprendizagem, em atividades realizadas a distância, os alunos irão avaliar casos de transferência de tecnologia realizados pelo MIT analisando a viabilidade de aplicação no Brasil.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Propriedade Intelectual: Arcabouço Legal foi o tema do módulo 3 do MBA Gestão da Inovação em Saúde


Foto 1: Roda de conversa – Cases e Desafios da Inovação na Área de Saúde dos professores Ricardo Remer, Simone Villaça e Maria Isabel Giacchetti de Moraes ; Foto 2: Atividade em grupo no presencial

Este módulo, que se iniciou no dia 14 de agosto, foi conduzido pelos especialistas em Propriedade Intelectual Ricardo Amaral Remer e Simone Villaça Aguiar, sócios da Remer Villaça & Nogueira, que tem como foco a prestação de serviços de consultoria empresarial e assessoria voltada à proteção de propriedade intelectual e gestão de ativos intangíveis em diversas áreas.

O papel do gestor da inovação na gestão de ativos intangíveis de qualquer entidade ou instituição moderna foi o tema condutor das discussões e do aprendizado.

Nas atividades presenciais foram abordadas questões práticas, casos reais e conceitos relativos a ativos intangíveis e suas formas de patrimonialização, gestão estratégica, incremento de valor e formas de transação comercial envolvendo tais ativos. O conteúdo teórico foi consolidado em uma atividade de simulação de negócios, envolvendo propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

Os temas foram dirigidos com o objetivo de evidenciar as lógicas e oportunidades de produção de valor, seja para atingir objetivos institucionais, empresariais e/ou sociais. A fundamentação conceitual e prática foram conduzidas de forma a instrumentalizar os participantes a criar valor para suas respectivas entidades/ empresas a partir da gestão estratégica da propriedade intelectual e da transferência de tecnologia, em articulação com as demais áreas da entidade/empresa.

Tivemos também a participação da Maria Isabel Giacchetti de Moraes, Head of Patents - Latin America da Sanofi, e os alunos tiveram a oportunidade de discutir com a convidada os desafios práticos da inovação na área da saúde.

Nas atividades à distância, os alunos discutiram os problemas de propriedade intelectual na criação do Facebook, apresentados no filme “A Rede Social” e participaram de tarefas para identificar a correlação entre decisões judiciais que envolvem propriedade intelectual com os ativos empresa na bolsa de valores.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Premiação e formatura da 1a turma do MBA Gestão da Inovação em Saúde marcaram o Módulo Gestão de Portfólio de Projetos Inovadores.


Foto 1: Premiação patrocinada pela GAG Investimentos.
Foto 2: Foto oficial dos formandos 2015.

As aulas presenciais do MBA Gestão da Inovação em Saúde ocorreram nos dias 15 e 16 de maio, com atividades diferenciadas na programação.

No dia 15 os alunos participaram de um Technology, Entertainment, Design (TED) e fizeram suas apresentações para uma banca, com ênfase na gestão de seus projetos que foram desenvolvidos em um jogo de negócios virtual, do Ciclo Parcerias, Negócios, Financiamento e Gestão de Projetos Inovadores, que ocorreu no ambiente fictício de uma aceleradora de negócios, visando o Prêmio IBInnova.

A banca foi formada pelo Prof. Dr. Jorge Kalil (Diretor do Instituto Butantan e Presidente da Fundação Butantan), Sra. Sueli Gonzales Saes (representante da Secretaria de Estado da Saúde), Gilberto Gonçalves (GAG Investimentos) e pelos Professores Antonio Sauaia (FEA/FIA/USP), Antonio Cesar Amaru (FEA/FIA/USP), Ilca Moya (Instituto Butantan) e Marcelo Nakagawa (INSPER).

Ao todo foram apresentadas 4 propostas, todas inovadoras, mas a equipe vencedora foi a Agilize Saúde, que propôs o desenvolvimento de um aplicativo para área da saúde.

O jogo foi fictício, mas o prêmio foi real, patrocinado pela GAG Investimentos, que presenteou a equipe vencedora com um plano de mentoria para que os membros do grupo possam dar continuidade à proposta inovadora que iniciaram no game.

Em seguida, foi realizada a cerimônia de formatura dos alunos que concluíram o MBA, que contou com a presença do Prof. Dr. Jorge Kalil (Diretor do Instituto Butantan e da Fundação Butantan) e da Sra. Sueli Gonzales Saes (representante da Secretaria de Estado da Saúde), que entregaram, ao lado da Dra. Ana Marisa Chudzinski Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação do curso, os certificados aos alunos.

Todos os formandos, assim como as autoridades presentes e os componentes da banca examinadora do jogo de negócios foram presenteados com o livro Serpentes, Arte & Ciência, de autoria do biólogo Henrique Moisés Canter, que honrou o evento com uma sessão de autógrafos após a cerimônia de formatura.

Duas oficinas foram ainda ministradas no módulo, a de Gestão de Portfólio de Projetos Inovadores que foi dirigida pelo Prof. Antonio Cesar Amaru Maximiano, Professor de Administração da USP e Supervisor de Projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA) e a de Criatividade, dirigida por Humberto Massareto.

As inscrições para o MBA Gestão da Inovação em Saúde estão abertas até o dia 8/6.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Jornal o Estado de São Paulo

Fontes de financiamento foi o tema do MBA Gestão da Inovação em Saúde desse mês


Foto 1: Professor Marcelo Nakagawa.
Foto 2: Aula do Professor Marcelo Nakagawa.

O momento presencial do MBA Gestão da Inovação em Saúde ocorreu nos dias 10 e 11 de abril e abordou o processo de captação de recursos para projetos inovadores. O objetivo foi apresentar para os alunos o ecossistema do capital empreendedor e dar uma visão geral das linhas de captação de recursos, além do entendimento da linha mais apropriada para cada tipo de projeto, a compreensão do processo de captação de recursos e a decisão pela melhor estratégia.

O módulo foi coordenado por Marcelo Nakagawa, professor de empreendedorismo e inovação do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) e da Faculdade de Informática e Administração Paulista (FIAP). Ele atua também na Artemisia Negócios Sociais, na Anjos do Brasil, na Endeavor e no Movimento Empreenda da Editora Globo. É colunista no Estadão Pequenas e Médias Empresas (PME) e da Pequenas Empresas & Grandes Negócios (PEGN), além de pesquisador do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica (PGT/USP). Está há mais de 20 anos no mercado como executivo nas indústrias financeiras e bancária e faz consultoria empresarial nas áreas de venture capital, inovação e private equity.

Outros conferencistas convidados também participaram do modulo, como Andrea Minardi - Professora Associada do Insper e membro do comitê executivo do BALAS - Business Association of Latin America Studies; Gabriel Perez - Sócio Gestor do Fundo Pitanga; Renato Kiyama, responsável pela criação da Aceleradora Artemisia; Daniel Ibri da Grid Investments e Gilberto Gonçalves da GaG Investimentos.

Os alunos tiveram oportunidade de expor através de pitch os projetos que estão trabalhando no game do ciclo, recebendo orientações para suas propostas, além de dicas de financiamento, o que possibilitou aprendizado prático e aplicado.

Já a webconferência do mês contou com a presença do consultor Werther Krause, Diretor na empresa Intrinseco Consultoria e Inovação que abordou principais elementos para realização de um processo eficiente de captação com o setor público e privado e muito contribuiu para o aprofundamento do tema.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


A lógica da pesquisa em organizações inovadoras e a interação da academia com o Mercado


Foto 1: Visitação no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (CIETEC).
Foto 2: Aula do Professor André Ribeiro Coutinho.

As aulas presenciais do MBA Gestão da Inovação em Saúde ocorreram nos dias 6 e 7 de março, sendo que no dia 6 os alunos discutiram o tema Empreendedorismo Científico e o Papel das MPEs de Base Tecnológica com Oscar Enrique de Moraes Nunes, Coordenador da área de Relações Internacionais e Projetos Especiais do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (CIETEC), maior incubadora da América Latina. Puderam abordar também as possibilidades de transformação do conhecimento em produtos e serviços inovadores e competitivos e os fundamentos gerenciais de empresas de pequeno porte que visam a inovação em seus produtos e processos com base em tecnologias. Discutiram ainda, a estruturação de um novo negócio inovador, englobando desde as metodologias para a modelagem do plano de negócios até a sua viabilização. Na parte da tarde visitaram as instalações do CIETEC/USP.

No sábado os alunos participaram de uma Oficina de Business Design, com André Ribeiro Coutinho, Professor de Business Design da Business School São Paulo, Fiap, e IAE Business School Argentina, que aplicou o modo de pensar do design para solução de desafios e problemas empresariais - o chamado Design Thinking, com foco na inovação empresarial, aplicando ferramentas que auxiliam a pensar como designers e a buscar a conexão necessária com as pessoas para as quais produtos, serviços e soluções são desenvolvidos, por meio de uma abordagem dos problemas que nos permitem visualizá-los de um ponto de vista mais criativo e inovador.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Gestão da Inovação em Organizações Contemporâneas foi o tema do MBA Gestão da Inovação em Saúde no mês de fevereiro.


Aula prática da Prof.a Ilca Moya

Nos dias 6 e 7 de fevereiro aconteceu o momento presencial do MBA, que abordou o tema Gestão da Inovação em Organizações Contemporâneas, com aulas teóricas e oficinas, conduzidas por Ilca Moya, Diretora de Recursos Humanos do Instituto Butantan.

Foram abordados temas como mudanças e ferramentas para um modelo de gestão inovador, com enfoque no aspecto mais sensível no quadro de transformações pelo qual vem passando a realidade do trabalho no mundo. Enquanto somos chamados a um nível cada vez mais exigente de sofisticação no trabalho, ainda temos que conviver no nosso cotidiano organizacional com modelos de gestão contraditórios.

Os alunos foram induzidos a pensar e refletir sobre as organizações de hoje e discutir novos paradigmas para uma estratégia competitiva organizacional e sua relação com a gestão de pessoas.

No formato de oficina, os participantes trabalharam em grupo os temas inteligência competitiva para inovação, gestão e mudança organizacional, cultura organizacional, comunicação, liderança e a característica situacional e trabalho em equipe.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


Gestão de Projetos foi o tema do MBA Gestão da Inovação em Saúde no mês de Dezembro.


Aula do Prof. Antonio Cesar Amaru Maximiano.

Nos dias 12 e 13 de dezembro aconteceu o momento presencial do MBA, que abordou o tema Gestão de Projetos, com aulas teóricas e oficinas, conduzidas pelo Prof. Antonio Cesar Amaru Maximiano, Professor de Administração da USP e Supervisor de Projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA).

Embora existam definições genéricas, cada tipo de organização e de ocupação tem sua definição própria de projeto. Mas todos os tipos compartilham as mesmas propriedades: são empreendimentos comprometidos com um resultado singular, sujeitos a restrições de tempo e custo. Com os conceitos e ferramentas de Gestão de Projetos, é possível treinar gerentes de projetos e aprimorar o processo de gerenciamento deles.

Neste módulo, os alunos tiveram a oportunidade de praticar a aplicação desses conceitos e ferramentas, em formato de oficina. Em grupos, eles escolheram um projeto para desenvolver e aplicar os conhecimentos adquiridos, e a cada etapa, os resultados do desenvolvimento do projeto eram apresentados aos colegas, possibilitando grande troca de experiências.

Os alunos ainda tiveram uma visão panorâmica da área do conhecimento da gestão do projeto, bem como indicações para que continuassem estudando o assunto.
Ainda houve a finalização do game do ciclo “Pesquisa, Desenvolvimento e Produção em Saúde”, e premiação dos vencedores.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD


MBA realiza oficina de Laboratório de Gestão na abertura do Ciclo Parcerias, Negócios, Financiamento e Gestão de Projetos Inovadores.


Oficina de Laboratório de Gestão do Prof. Antonio Sauaia.

Nos dias 7 e 8 de novembro, os alunos do MBA participaram da oficina Laboratório de Gestão, ministrada pelo Prof. Antonio Sauaia, onde puderam, partindo de um jogo de empresas, vivenciar experiências de gestão dentro de um ambiente simulado no qual são minimizados os riscos organizacionais. Em função de seus esforços na definição e execução de suas estratégias, os participantes puderam adquirir melhor noção de como funciona a gestão das empresas na prática.

As atividades do Laboratório de Gestão continuam durante todo o mês no ambiente virtual, concomitante a um "game" que começa no dia 14/11, que tem por objetivo a inserção do aluno numa vivência importante de gerenciamento na área de saúde, onde ele será responsável pelo desenvolvimento de uma vacina contra o HIV. Ganhará o jogo quem conseguir a aprovação da ANVISA para produção da vacina no país.

As metodologias utilizadas no MBA permitem ao aluno exercitar a tomada de decisões como potenciais gestores de empresas, proporcionando maior noção de como é a administração na prática e como são as relações entre as várias áreas das organizações, e ainda, fortalecem o processo de ensino e aprendizagem cooperativo, participativo e centrado no aluno, para aquisição de competências e habilidades, a fim de projetar, planejar e controlar o desenvolvimento de casos na vida real.

Antonio Sauaia é docente e pesquisador da FIA, criador deste método ativo, da nova modalidade de oficina e autor do livro Laboratório de Gestão (Manole, 2013), já na terceira edição.

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Em entrevista no Jornal da Cultura da TV Cultura a Coordenadora Ana Marisa Chudzinski Tavassi fala sobre O desenvolvimento de um medicamento produzido à base da saliva de carrapato.


Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, coordenadora do estudo e responsável pelo Laboratório de Bioquímica, conversa com a apresentadora Camila Tuchlinski

Em entrevista na rádio Estadão a Coordenadora Ana Marisa Chudzinski Tavassi fala com detalhes sobre a pesquisa e desenvolvimento de um novo medicamento produzido a partir da saliva do carrapato.


Reta final para testar droga contra o câncer em humanos

Coordenadora Ana Marisa Chudzinski Tavassi.

O Instituto Butantan entrou na reta final para os testes clínicos - com humanos - de uma nova droga contra o câncer produzida a partir de uma proteína produzida a partir de genes de glândulas salivares do carrapato-estrela (Amblyoma cajennense). Os experimentos feitos em camundongos, mostraram que a proteína levou à regressão de tumores renais, de pâncreas e do tipo melanoma, além de reduzir metástases pulmonares derivadas desses tipos de câncer. Estudos pré clínicos em camundongos, inteiramente concluídos, mostraram baixíssima toxicidade da molécula, mesmo em testes de toxicidade aguda .

De acordo com a coordenadora do estudo, Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, um dossiê será apresentado à ANVISA ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para avaliação da possibilidade de se iniciar os testes clínicos em humanos. "Confirmamos que a proteína, já em uma formulação estabelecida, ataca e mata as células cancerígenas sem oferecer risco às células saudáveis. Os testes pré-clínicos até o presente foram um sucesso e temos esperança de que este seja um medicamento inovador para tratamento do câncer,com menos efeitos colaterais", disse.

Segundo ela, as pesquisas foram iniciadas há cerca de dez anos no Laboratório de Bioquímica e Biofísica. Mas o impulso definitivo aconteceu em 2013, com a construção de uma nova infraestrutura, exclusivamente voltada para o projeto, financiada com recursos da FAPESP, FINEP e de mais de R$ 15 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Este projeto acontece dentro de uma parceria com indústria farmacêutica nacional para realizar o desenvolvimento. Segundo ela, o modelo de pesquisa e desenvolvimento traçado pelo Instituto é um marco para a ciência brasileira. "Graças à expertise do Instituto e à estrutura do laboratório, conseguimos produzir a proteína em biorreatores dentro das condições exigidas pelos órgãos reguladores e adiantamos os testes de estabilidade e toxicidade."

Assim, segundo ela, foi possível levar a pesquisa até um estágio tão avançado que a indústria se sentiu confortável para fazer uma formulação e tocar os ensaios pré-clínicos. "Com isso, acredito que conseguimos criar um modelo de desenvolvimento de novos fármacos, viável para o País", disse. Transformar as pesquisas feitas na bancada dos laboratórios em produtos disponíveis no mercado, segundo ela, é um notório gargalo para a produção de novos medicamentos.

Saliva de carrapato

De acordo com Ana Marisa, o interesse inicial do laboratório, no carrapato-estrela, não tinha nenhuma relação com o câncer. Os cientistas queriam entender como a espécie, que se alimenta de sangue de animais, é capaz de impedir sua coagulação. "Analisamos uma série de substâncias na saliva do carrapato e encontramos uma proteína que inibia uma fase importante do processo de coagulação sanguínea. Como é difícil trabalhar diretamente com a saliva do animal, analisamos os genes envolvidos com a expressão dessa proteína e, utilizando técnicas de engenharia genética, expressamos essa proteína em sistema bacteriano", afirmou.

Durante os vários testes com a nova molécula - batizada de Amblyomin-X -, os pesquisadores notaram que, além de inibir a coagulação do sangue pela inibição do Fator X ativado, ela matava células tumorais. "Testamos em diversas culturas de células, em modelos tumorais em camundongos e, agora em andamento, está sendo testado em coelhos. O resultado tem sido sempre o mesmo: as células normais permanecem ilesas e as células tumorais morrem", disse.

Utilizando marcadores biológicos, os cientistas acompanharam a trajetória da molécula no organismo dos animais. "Nos animais sem tumores, vemos a molécula ser excretada em menos de 24h. Nos animais com tumor, ela se dirige diretamente ao tumor e aí se estabelece. Isso corrobora com a baixa toxicidade da droga vista nos ensaios pré clínicos", disse Ana Marisa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Gestão da Qualidade foi o tema do módulo VI do MBA Gestão da Inovação em Saúde

Aula do Dr. Cláudio Cabral.

Conduzido pelo Dr. Cláudio Cabral, atuante há mais de 20 anos nas áreas de Qualidade e Assuntos Regulatórios, o módulo teve início nos dias 3 e 4 de outubro, nas aulas presenciais. As questões de qualidade envolvendo produtos para a saúde, principalmente medicamentos, vêm sendo objeto de preocupação tanto no Brasil como no resto do mundo. Tanto a produção como a consequente disponibilização ao mercado deve ser acompanhada sob os mais rigorosos padrões de qualidade, que envolvem aspectos de gestão, em que é possível identificar possíveis riscos e mitigá-los, definir planos de amostragem confiáveis, estabelecer processos que garantam repetibilidade, selecionar e treinar pessoas com padrões de excelência, e ainda projetar áreas e adquirir equipamentos e instrumentos, que contribuam positivamente no produto final.

Sendo assim, este módulo tem como objetivo, apresentar conceitos ligados à qualidade de produtos, discutir casos e conhecer as principais ferramentas de gestão, para que os alunos possam adquirir conceitos de garantia de segurança, eficácia e qualidade, visando a promoção da saúde e bem estar de seres humanos.

No encontro presencial, os alunos tiveram a oportunidade de discutir esses temas com a Anvisa, através do seu representante, Marcelo Sid Garcia, especialista em Regulação e Vigilância Sanitária, que abordou o tema “desvios em inspeções” de certificação internacional. Recebemos ainda uma representante do setor privado farmacêutico, Hélen França, que falou sobre os desafios correlacionados à qualidade em um processo de transferência de tecnologia.

Para fechar, recebemos Humberto Massareto, que aplicou uma oficina intitulada Laboratório de Criatividade, cujo objetivo foi demonstrar a importância da criatividade e da inovação no contexto competitivo, preparando os alunos para o próximo ciclo que será iniciado em novembro, e que abordará o tema Parcerias, Negócios Financiamento e Gestão de Projetos Inovadores. Teremos ainda, neste módulo, uma videoconferência com uma representante do setor público, Patrícia Carneiro, que irá discutir o desenvolvimento de métodos analíticos.

As inscrições para a nova turma do MBA Gestão da Inovação em Saúde (que começará em novembro) estão abertas até 24/10. Para maiores informações e inscrição, procure a secretaria no telefone 26279700 ou e-mail neadmba@butantan.gov.br

Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, Coordenadora Geral e de Inovação

Linda Bernardes, Coordenadora Pedagógica e de EaD

Seminário Perspectivas

Prof. Dr. Jorge Kalil (diretor do Instituto Butantan e Presidente da Fundação Butantan) no Seminário Perspectivas para o nosso Instituto.

No dia 10/04/13, ocorreu o Seminário Perspectivas para o nosso Instituto, no Auditório do Museu Biológico do Butantan.

Sendo assim, este módulo tem como objetivo, apresentar conceitos ligados à qualidade de produtos, discutir casos e conhecer as principais ferramentas de gestão, para que os alunos possam adquirir conceitos de garantia de segurança, eficácia e qualidade, visando a promoção da saúde e bem estar de seres humanos.

Nesse clima de perspectivas para o Instituto, o Prof. Dr. Jorge Kalil (diretor do Instituto Butantan e Presidente da Fundação Butantan), lançou o MBA Gestão da Inovação em Saúde que terá início em Agosto/2013 e que objetiva preparar recursos humanos qualificados para o gerenciamento de competências multifuncionais e para compreensão e aplicação de todas as etapas e processos existentes entre pesquisar, inovar, patentear, produzir e comercializar, com domínio de todo arcabouço legal para transferência de tecnologia, além de outros como captação de recursos, diferentes formas de regulação e estímulos.

Nesse momento os alunos estão finalizando o 2o. ciclo do curso, intitulado Pesquisa, Desenvolvimento e Produção em Saúde , e preparando-se para iniciar o próximo ciclo, que abordará os temas Parceria, Negócios e Gestão de Projetos Inovadores.